• Carol Ribeiro

Gramado: passeios gratuitos - parte 2

Atualizado: 29 de Ago de 2019

Gramado não é das cidades mais baratas para visitar, mas tem algumas coisas bem legais que você pode fazer sem gastar muito.


Seguindo os passeios grátis em Gramado - se não viu a primeira parte, confere AQUI - vamos ver mais lugares que não cobram entrada. O último até cobra, mas é um valor simbólico de R$ 10,00 (em Gramado isso é praticamente de graça), então eu mantive nessa lista porque eu acho que vale muito a pena.


RUA COBERTA


Um "rua" com 100 metros de extensão e um telhado de vidro que está sempre adornado. Além dos restaurantes maravilhosos, você encontra lojas de artesanato, couro, artigos esportivos, livraria, chocolates e até farmácia.


Fica no centro de Gramado, ligando a Borges de Medeiros com a Garibaldi. Recebe eventos variados como desfile de Moda, Semana do Meio Ambiente, Feira do Móvel, Exposição Nacional de Orquídeas e apresentações de Natal com a famosa árvore cantante (quando os corais da cidade se apresentam com canções aos pés da árvore de Natal).



Mesmo que você não escolha um restaurante, vale uma passada para conhecer e tirar fotos. Mas duvido você conseguir resistir. Os restaurantes têm mantas, à disposição dos clientes para aquecer e dar aquele charme. Muito fofo!


IGREJA MATRIZ DE SÃO PEDRO


Essa igreja fica quase em frente à rua Coberta. Foi construída em 1917 usando madeira e depois de 20 anos foi refeita usando pedra basáltica.


Os vitrais são lindos e muito bem detalhados. Contam passagens da vida do apóstolo Pedro ao lado de Jesus.


No pátio da igreja, estão dispostas as esculturas dos 12 apóstolos, em tamanho natural. Mesmo que você não seja católico, vale apreciar a beleza das esculturas e a perfeição nos detalhes.


FÁBRICA CRISTAIS DE GRAMADO


Na saída de Gramado para Porto Alegre, uma opção interessante: conhecer a Fábrica de Cristais e assistir a produção de uma peça ao vivo. A fábrica fica na RS 115, logo após o pórtico da Cidade.


A temática da loja remete à Veneza (Itália) de onde vem toda referência e tradição na fabricação de peças em cristal, utilizando métodos manuais, como o sopro e os movimentos.


Além da fábrica, a estrutura possui loja de artigos de decoração e presentes, semijoias lindíssimas, peças com gravação em 3D e um café com cervejas especiais e lanches variados.






É impressionante assistir a produção ao vivo. A partir disso, você começa a ver cada peça com um olhar diferente e entende como cada produto tem uma personalidade moldada nas mãos do artesão e passa por uma trajetória bem específica até chegar ao resultado final.


Não só apresenta a fabricação da peça, de forma gratuita, como também a empresa faz o translado do hotel até a fábrica. Basta entrar em contato com eles pelo whatsapp (54 99684-6574) para saber os dias e horários disponíveis.

LE JARDIN


Como já falei, esse não é tecnicamente grátis, mas em se tratando de Gramado R$ 10,00 é muito baratinho. Vai por mim, se você gosta de natureza, VALE A PENA!


Desde a primavera de 2006 o Le Jardin encanta os visitantes que passam por ali. O parque se dedica a divulgação da lavanda e seus benefícios terapêuticos, ornamentais e culinários.


Foi idealizado e construído pelo casal Jorgito e Patrícia, em uma propriedade de 3,5 ha. O resultado ficou tão incrível que resolveram abrir as portas para o mundo.


Além do jardim maravilhoso, o local possui estufas de produção e venda de flores, um café onde servem um apfelstrudel espetacular e uma loja temática com artigos de decoração, essências e muitos produtos relacionados à Lavanda.


Pra quem vai de carro, a entrada é mega estranha. Fica no lado contrário pra quem sai de Gramado para Porto Alegre, não tem placa indicando a proximidade e, de repente, você faz uma curva, dá de cara com a entrada e não consegue virar (por causa do trânsito). É preciso descer um pouco mais e tentar um retorno na BR.


Uma funcionária me disse que eles até tentam colocar placas, mas a prefeitura retira por considerar poluição visual.


Fomos de carro, mas tem um ponto de ônibus bem na porta. Só lembre que, se você tiver pressa, pode ser ruim esperar o ônibus. Lá não pega sinal de celular, então não vai conseguir chamar um Uber. O ideal é ir de carro; ou já combinar um horário com seu UBER para te buscar depois; ou ter paciência pra esperar o busão pra volta.







Le Jardin é daqueles lugares que foto nenhum consegue absorver fielmente o que os olhos enxergam. Por isso, bóra ver nosso videozinho com imagens do lugar.


0 visualização