• Carol Ribeiro

Conheça Diamantina e se surpreenda

Atualizado: 17 de Mai de 2019

Se você procura por um lugar mágico para aproveitar natureza, história, aconchego e magia; Diamantina é o lugar!


Sempre ouvi falar muito bem de todas as cidades históricas de Minas, mas Diamantina sempre foi citada pelos meus amigos de um jeito especial. Eu nunca entendi muito bem o que poderia ter de diferente nessa cidade em relação a outras como Ouro Preto ou Tiradentes; só quando estive lá pude entender realmente a energia desse lugar.


Já fazia um bom tempo que eu queria conhecer a cidade, mas por um motivo ou outro sempre adiava. Com a proximidade do meu aniversário (podem me dar parabéns no dia 01° de maio) e a vontade de fazer algo diferente, comecei a pesquisar destinos e vi que o fim de semana ia coincidir com a Vesperata, então resolvi de última hora e partimos rumo à cidade mágica que vou te mostrar agora.


Diamantina fica a 290km da capital Belo Horizonte, tem pouco menos de 50 mil habitantes, foi a morada de Chica da Silva (tema de novela e filme). É a terra natal do ex-presidente da República Juscelino Kubitscheck, faz parte da Estrada Real e tem esse nome obviamente pela intensa exploração mineral que sempre fez parte de sua história.


Dotada de um patrimônio arquitetônico, cultural e natural amplo e preservado, é uma cidade rica em história e tradições. No final da década de 90 recebeu da Unesco o título de Patrimônio Cultural da Humanidade.

Catedral Metropolitana de Santo Antônio

Além das belezas naturais e muitos lugares históricos legais, Diamantina ganhou fama Nacional através da Vesperata. Já antecipo que, se você quiser ir num fim de semana para aproveitar o evento, é bom se programar com antecedência: a cidade lota e fica difícil encontrar um local para se hospedar em cima da hora.


Mas antes de falar da Vesperata, vamos ver algumas surpresas que Diamantina abriga.

Durante o dia, você pode visitar as lojinhas de artesanato situadas nos becos e ruas estreitas no entorno da igreja. Vai encontrar bares e restaurantes para todos os gostos e na rua da Quitanda - onde acontece a Vesperata - o movimento já começa cedo.



Um lugar em particular, chamou atenção e viramos fãs de carteirinha - pra quem gosta de um bom buteco, este é o lugar: BAR SERENATA.


Localizado no Beco da Tecla, pertinho da praça Barão Guaicuí. Lugar simples, mas muito acolhedor; pequeno, mas feito coração de mãe - sempre cabe mais um. O lugar existe desde 1944, mas mudou de direção ao longo do tempo. O dono atual é o "Barba" e se você gosta de uma brincadeira e não tiver nada contra um bom palavrão, chame ele de BARBA RUSSA e veja o que acontece!!!


Este na foto é o "Barba", dono do bar, em seu (quase) inseparável balcão: só sai para abraçar os amigos queridos que chegam, e eu vi M-U-I-T-A-S pessoas chegando e indo cumprimentá-lo com um abraço caloroso. Parece ser um ponto de encontro para aqueles que moram em Diamantina e para os que visitam o lugar com frequência: eles têm no bar o seu lugar do coração.


Para provar que não estou mentindo, da uma olhada num pouquinho do que rolou enquanto estivemos por lá sorrindo, cantando, bebendo e comendo deliciosas Almôndegas ao molho: recomendo!!!

No domingo também acontecem duas feiras, uma do tipo frutas e hortaliças (que eu não tive tempo de conhecer) e outra de artesanato que acontece no Mercado Velho (ou Mercado dos Tropeiros).



Outra boa opção para os domingos pela manhã é assistir ao sarau na Igreja São Francisco com coral, músicas variadas, algumas brincadeiras com a plateia e lindas canções de fé e também um pouco de MPB. Não acontece TODOS os domingos, é bom verificar a programação antes.


De tudo que eu vi pela cidade o que mais me encheu os olhos foi a vista da cidade pela Igreja de N.S. Aparecida, que fica no alto da Serra dos Cristais. Sabe a primeira foto dessa matéria? Ela não consegue captar a maravilha que é olhar Diamantina por lá. Vale a pena!!!


A vista da Igreja é de tirar o fôlego, parece uma pintura. Só os olhos podem absorver o espetáculo que a vista proporciona.

(Este pontinho branco no meio da Serra, é a igreja N.S. Aparecida)


Como ficamos apenas num feriado prolongado, não foi possível conhecer tudo que tem por lá - por isso, com certeza, vamos voltar. Além de tudo que citamos, existem outros lugares legais:

  • Casa da Chica da Silva

  • Casa da Glória

  • Museu do Diamante

  • Caminho dos Escravos

  • Casa da Intendência

  • Catedral Metropolitana

  • Muitas igrejas belíssimas

  • Ruas charmosas



Diamantina é cheia de lugares incríveis e, por isso, eu resolvi dividir o post para não ficar demasiadamente extenso. Para saber mais sobre Diamantina, confira o Diário da Vesperata e o lindo, lindo lindo Parque Estadual e Vila do Biri-biri.

21 visualizações