• Carol Ribeiro

Resenha: A força que nos atrai

Como é bom ter alguém pra incentivar uma leitura; melhor ainda quando a pessoa te sugere um livro desse!


A força que nos atrai é um dos 4 livros da série ELEMENTOS. Quatro histórias independentes, repletas de emoção, reviravoltas, amor e aperto na garganta (que a gente adora).

FICHA TÉCNICA

A FORÇA QUE NOS ATRAI

Autor: Brittainy C. Cherry

Editora: Record

Páginas: 308

Ano de publicação: 2017

Nota no Skoob: 4,5


CONTEXTO


Graham e Lucy não foram feitos um para o outro, mas é impossível resistir à atração que os une.


Ela, apaixonada pela vida, falante e intensa. Lucy é toda coração e sentimento, um livro aberto, fácil de decifrar.


Ele, um escritor atormentado, com o coração fechado para o mundo. Casado, em um relacionamento sem amor, vê sua vida virar de cabeça para baixo quando sua filha nasce prematura e corre risco de morrer.


Abandonado pela esposa, ele agora precisa abrir seu frio coração para o desafio de ser pai solteiro.


Dotado de uma personalidade sombria, Graham se vê com uma recém nascida e sem ninguém para apoiá-lo. Quando Lucy se oferece para ajudar nessa tarefa tudo começa a se transformar. Os cuidados com a bebê acabam aproximando os dois, e Lucy aos poucos consegue derreter o gelo no coração de Graham.


Juntos, eles descobrirão o amor, mas fantasmas do passado sempre lembram que a vida não é como um conto de fadas.


MINHAS IMPRESSÕES


Três irmãs tão diferentes quanto se possa imaginar, dão vida a este romance. Conhecer a história de Lyric, Mary e Lucy vai deixar seus nervos à flor da pele.


No começo, o livro parece bem previsível mas muitos elementos adicionados ao longo da história tornam tudo mais interessante e você não quer mais largar.


Só mais uma página, só mais um capítulo e devorei o livro em pouco tempo.


Impressionante como três irmãs podem apresentar personalidades tão diferentes e mais impressionante é saber que TODAS as situações presentes no livro existem na vida real.


A relação de Graham com pai, a história das irmãs na infância, a condição de Mary e seu casamento, as amizades presentes no contexto, as reviravoltas da vida... Tudo tão brilhantemente escrito que você consegue entender, sentir e se emocionar com cada página.


Por vezes o livro te leva do amor à raiva, da raiva às lágrimas (de emoção ou de tristeza). Resumindo, pra quem gosta de romance daquele tipo fofo, que dá vontade de guardar numa caixinha, é um livro nota 10.

0 visualização