top of page
  • Foto do escritorCarol Combina

O momento perfeito não existe...


brigadeiro mordido

Sei que você já deve ter ouvido isso antes, mas gostaria que parasse um segundo e realmente respondesse à essa pergunta: você se trata da mesma forma com que trata os outros?


Digo isso porque temos a mania de nos cobrar demais, nos restringir, nos julgar, mas dar aos outros o direito de ser, agir e errar de uma forma que não fazemos com a gente mesmo...


Muito se fala sobre nosso comportamento em relação aos outros, que servimos o melhor para as visitas e não damos a mesma atenção para dentro de casa. Para as visitas: a melhor louça, a melhor comida, a casa mais limpa, a roupa de cama mais confortável. Enquanto isso, no dia a dia vestimos as roupas mais gastas, comemos com aquele garfo torto, fazemos uma comida sem graça, usamos a tolha de banho velha...

reflexo, mulher refletida no espelho, vergonha de se olhar

Eu me identifico muito com esse cenário e sempre observo meus comportamentos para não cair nessa armadilha de me oferecer menos do que ofereço aos outros.


Temos o hábito de guardar nossas melhores coisas para um momento especial, sendo que momento especial é todo dia que se vive. Olhe à sua volta, você está vivo, respirando, lendo esse texto e vendo tantas maravilhas da vida diante dos seus olhos, você tem a chance de realizar mil coisas todos os dias, isso não é mágico? Mas mesmo assim, nos pegamos guardando coisas para um momento, que às vezes nunca chega. Lembra daquela página com adesivos que vinha no caderno, mas a gente nunca usava? Quem tem mais de 30 sabe do que estou falando!

adesivos, cartela de adesivos, adesivos de estrela

Dito isso (e eu espero que você faça essa análise em sua vida), o que eu quero mesmo falar pra você hoje é sobre nosso comportamento em relação aos outros e a nós mesmo. Já reparou que desculpamos as pessoas pelas suas falhas, mas nos julgamos quando cometemos atos semelhantes?


Se uma visita derruba uma bebida, corremos para limpar, dizendo que está tudo bem, afinal, isso acontece; mas quando isso acontece com a gente ou alguém de casa, é fácil perder a paciência e se estressar...


Se um amigo está acima do peso, dizemos palavras de incentivo e damos apoio, mas quando nos olhamos no espelho, é fácil encontrar algum defeitinho e ficar incomodado querendo mudar esse detalhe em nós...

reflexo no espelho, reflexo quebrado, espelho quebrado, homem se olhando no espelho

Sei que nem sempre isso acontece, mas acredito que você se identificou com, pelo menos, uma dessas situações. O fato é que sempre podemos melhorar a forma como tratamos a nós mesmos! Assim como você não deve guardar a xícara preferida para usar "um dia", também não economize seus bons sentimentos para usar somente com os outros!


Seja mais gentil com você mesmo. Quando pensar em julgar suas ações, pare por um segundo e pense: eu agiria assim com outra pessoa? Eu seria tão criterioso, se isso acontecesse com um amigo? Talvez a resposta seja sim (quando se tratar de algo mais sério), mas talvez você se surpreenda quando analisar as situações mais simples do cotidiano.


Se permita, coloque sua melhor roupa apenas para se olhar no espelho e gostar do que vê, escolha a comida preferida sem data especial, coma a sobremesa fora da “hora certa”, ande na chuva, cante, passa aquele creme ou perfume que você ama, mesmo se não for sair de casa.

auto amor, se amar, coração de papel, auto estima, amor próprio

Somos dotamos de muito mais intenções do que ações; já que nem tudo que pensamos, nós realizamos. Porém, cuidar da sua intenção, do seu pensar, é o primeiro passo para mudar velhos hábitos.

O amor do outro é bom, mas o amor próprio é fundamental!

Fontes das imagens: WIX, A mente é maravilhosa, Psicologo e terapia, Mundo boa forma.

85 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

DESISTA!!!

Tempo...

Comments


bottom of page