top of page
  • Foto do escritorCarol Combina

Livro: Eu sou Malala

Eu nunca tive muita atração por livros narrativos de histórias reais. Não existe um motivo específico, mas o fato é que nunca foi o tipo de leitura que alimentou minha lista interminável de desejos de leitura.


Isso mudou com Malala - que chegou meio por acaso - quando o vi disponível para troca no site Skoob (se você não conhece, recomendo - mas isso é assunto para outro post).

Eu já tinha visto trechos da participação dessa jovem na Assembleia de Jovens das Nações Unidas, onde discursou brilhantemente para líderes jovens de mais de 100 países, em 2013, quando tinha seus 16 anos.


Pode parecer pouco, você pensa: O que se realiza até os 16 anos? Eu gostaria de lhe contar aqui, mas não quero tirar o prazer da leitura. O que posso adiantar é que ela fez muito mais do que a maioria de nós tem coragem para fazer!



FICHA TÉCNICA


EU SOU MALALA

Autora: Malala Yousafzai

Editora: Seguinte

Páginas: 216

Ano de publicação: 2015

Nota no Skoob: 4,3


CONTEXTO

Malala foi criada numa região pacífica do Paquistão. Filha de professor, sempre foi incentivada a estudar, aprender e sonhar!


Ao completar 10 anos, viu tudo mudar: sua cidade, sua vida, sua liberdade. O Talibã tomou o poder e impôs suas próprias regras.


A partir de então o terror tomou conta da cidade, a cultura virou crime, TVs foram destruídas, mulheres foram obrigadas a cobrir totalmente o corpo e proibidas de sair à rua desacompanhadas, meninas não poderia mais ir à escola.


Embora ainda criança, Malala já começava a entender como o futuro seria difícil e começou a questionar a imposição de tudo aquilo.


Aquela menina de 10 anos não se calou, não aceitou a submissão, lutou com as armas que tinha: sua coragem, sua fé e sua voz. Defendeu com todas as forças pelo seu direito à educação. Uma menina, lutando contra um dos regimes mais terríveis que já existiu.

Malala não tinha fortuna, fama ou poder quando começou sua luta. Era apenas uma garotinha simples que não permitiu que sufocassem seu sonho.


Hoje Malala é um grande exemplo, no mundo todo, do poder do protesto pacífico. É a pessoa mais jovem e a receber o Prêmio Nobel da Paz.


MINHAS IMPRESSÕES


É difícil acreditar que uma menina foi capaz de enfrentar todo esse horror e agir de forma tão corajosa. Difícil, não por duvidar da coragem dela, mas por reconhecer minha total incapacidade de ter qualquer atitude semelhante, frente a um oponente tão poderoso.


A leitura nos prende de uma forma incrível. Um livro curto, que traz fotos intercaladas ao texto, o que nos permite mergulhar naquele universo de maneira quase palpável.


Se eu já admirava Malala pelo discurso na ONU, depois dessa leitura eu fiquei apaixonada por ela, por sua coragem, determinação.

Terminei a leitura com vontade de abraçá-la, agradecer por sua luta, por ser inspiração, por não ser render, por ser exemplo, ser forte e nos mostrar que podemos muitos mais do que imaginamos.


O mundo precisa de mais Malala's e talvez, um dia, as coisas possam realmente evoluir para um mundo melhor!

Veja também: A cidade do sol

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page