• Carol Ribeiro

5 coisas que aprendi com OUTLANDER

Atualizado: 1 de Abr de 2019

Outlander não é só mais uma série para você passar o tempo. Além de uma fotografia maravilhosa, um casal cheio de química até os ossos e muita ação, a série carrega bagagem de conteúdo histórico, social e ideológio.


Desde quando eu vi o primeiro episódio de Outlander, eu já queria gritar para o mundo todo assistir! Com o tempo, a série foi ganhando fama e eu achei que falar sobre ela seria chover no molhado. Acontece que, de um tempo pra cá, tenho encontrado MUITAS pessoas que nunca ouviram falar da série, então resolvi trazer o assunto...


FICHA TÉCNICA


A série é baseada na sequência de 8 livros, da autora Diana Gabaldon.


Existem 4 temporadas até agora (Março/2019) - As 3 primeiras estão disponíveis na Netflix.


Durante a Segunda Guerra Mundial,o casal Claire e Frank serviram ao exército e passaram muito tempo separados em campos de batalha diferentes. Com o fim da guerra, o casal viaja para a Escócia para se reaproximar após tanto tempo afastados e para tentar esquecer os horrores dos campos de batalha; uma espécie de segunda lua de mel.


Durante essa viagem, Claire acidentalmente descobre um portal dimensional e em um segundo se vê transportada para o ano de 1743, durante os levantes Jacobitas, às vésperas de outra guerra que vai impactar fortemente a sua vida.


Só de escrever esse resumo eu já fico com os pelinhos do braço todos arrepiados (é muito amor por essa série).

5 COISAS QUE APRENDI COM A SÉRIE OUTLANDER

(sem spoiler)

HISTÓRIA


A Escócia parece um lugar mágico (eu já quero ir pra lá). A série ensina sobre lendas, costumes locais e sobre a história do país: batalhas, guerras, disputa por poder e tudo isso de um jeito fácil de entender, sem forçar a barra e sem complicar sua cabeça como se isso fosse uma equação de último grau.

SÉRIES PODEM SER TÃO BOAS QUANTO LIVROS


Eu não li os livros, mas ouvi muitos comentários dizendo que a série é quase tão boa quanto! E pra falar a verdade, só de ter o Jamie Fraser na tela, lindo e maravilhoso sem precisar gastar a imaginação para construir uma imagem, já está valendo a pena... Brincadeiras à parte, as críticas às série são excelentes e muitas pessoas que leram a coleção toda são apaixonadas pela série, logo, é porque existe um grau de fidelidade que não revolta os leitores; os mantém fiéis tanto à série quanto aos livros.

NÃO DESISTA DE UMA SÉRIE NOS PRIMEIROS EPISÓDIOS


Indiquei a série para uma amiga que se mostrou resistente. Disse que viu uns poucos episódios e não prendeu a atenção. Fui até nosso grupo do facebook (SIM, existe um grupo maravilhoso no face só pra suspirar com a série e shipar o casal). As meninas do grupo responderam com unanimidade: para saber se a série vai te transformar em fã, o episódio decisivo é o 07. Ame ou deixe, mas não faça isso antes de chegar ao 7° episódio.


PEDIR DESCULPAS E PERDOAR MAIS


Cara! Pensa numa série que tá nos nervos o tempo todo. Praticamente em TODOS os episódios, as pessoas estão magoando umas às outras... Mas pensa também numa série onde o amor e o perdão sempre falam mais alto e que você aprende a dosar as coisas. Aprende que as pessoas brigam e falam coisas na hora da raiva, mas que nem sempre aquilo é o que está no seu coração e que é apenas impulso, raiva momentânea, explosão impensada. Com o tempo vem o respeito e admiração e esse impulso, de falar o que pensa, vai sendo domado. Além disso, as pessoas que te amam podem te ferir, mas te salvar no segundo seguinte. Portanto, aprenda a considerar mais o que as pessoas FAZEM por você, ao invés do que elas DIZEM pra você. Ninguém é agradável na hora da raiva: aprenda a relevar.

SEJA GRATA ÀS MULHERES QUE LUTAM POR NOSSOS DIREITOS


Outlander dá uma noção precisa sobre o que era ser mulher antigamente: sem direitos, sem autonomia, sem permissão nem mesmo para falar sem permissão de um homem - submissão total. É a arte imitando a vida. Por vezes fiquei revoltada com certas situações, principalmente na primeira temporada. Então caiu a ficha: era ASSIM que acontecia realmente! E isso me fez pensar em quanta coisa mudou, quantos séculos foram necessários para um pouco de evolução nesse aspecto, quanta coisa ainda precisa mudar e como é necessário que alguém tenha coragem de enfrentar a sociedade e a cultura para que as coisas continuem evoluindo.

Então é isso. Espero de coração que você dê uma chance à essa série. Se não amar, pelo menos vai aprender um pouco sobre história só de ver os primeiros episódios, mas o meu desejo é que você ame de coração. Assiste e me conta, ta!!!


120 visualizações