sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

RECEITA - Mousse/Gelatina de Champagne


É difícil imaginar um reveillon sem champagne, mas nem sempre o cálculo da quantidade sai correto ou então a marca escolhida nos surpreende (para pior). Então, se você:

(a) Teve a sorte de ganhar mais champagne do que consegue consumir na noite de reveillon;
(b) É daqueles que só toma uma tacinha para brindar e não sabe o que fazer com o resto;
(c) Nem abre a champagne porque não tem com quem dividir e acha que tomar uma garrafa sozinho é exagero;
(d) Ganhou uma champagne tão ruim que nem sabe o que fazer com ela;
(e) Ama uma sobremesa geladinha

Se marcou uma (ou várias) alternativas, esse post é para você. Testada e aprovada: essa receita dá um toque especial naquela gelatina sem graça que está abandonada no armário.

Ela é parte mousse e parte gelatina, então você tem a liberdade de criar o nome que quiser. Vamos à receita.

MOUSSE/GELATINA DE CHAMPAGNE


INGREDIENTES

1 Gelatina do sabor de sua preferência (eu usei framboesa)
1 Gelatina sem sabor
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite sem soro*
1 medida da lata de champagne
cerejas para decorar

PREPARO

- Prepare a gelatina conforme instruções da embalagem e leve à geladeira até ficar firme.
OBS: Para ficar nesse formato em diagonal, eu coloquei os copos tombados na geladeira.

Só depois que a gelatina estiver firme, você vai fazer daqui para baixo:
- Hidrate a gelatina sem sabor conforme instruções da embalagem.
- Bata no liquidificador o leite condensado, o creme de leite sem soro, a gelatina sem sabor e a champagne.
- Despeje sobre a gelatina (já firme).
- Depois de gelar esse segundo creme, enfeite com cerejas e está pronto!

* COMO RETIRAR O SORO DO CREME DE LEITE
Algumas pessoas dizem que colocando a lata por 2 horas na geladeira ou por 20 minutos no freezer, o soro se separa e pode ser eliminado. Eu nunca testei esse procedimento. Como eu sempre tenho creme de leite em casa, vou explicar como eu tenho costume de fazer:

- A lata de creme de leite deve ficar em repouso na mesma posição por, no mínimo, 24 horas.
- Dessa forma, o soro separa do creme e fica depositado ao fundo da lata.
- Sem fazer movimentos bruscos, pegue a lata e vire de cabeça para baixo e abra nessa posição.
- Assim, o soro estará todo por cima. Retire o soro delicadamente e use o creme na receita.
quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Decoração para o Reveillon

Vai passar o reveillon em casa? Que tal dar um UP na decoração. Separei algumas ideias simples para não deixar a casa triste nessa virada de ano...

Para começar, que tal uma mesa decorada! As flores brancas trazem o clima da paz enquanto o dourado promove energia e alegria. As garrafas foram pintadas com spray dourado e não precisam seguir nenhum padrão. Use o que você tiver em casa: garrafas de azeite, refrigerante, água mineral, vinagre, etc... Se não tiver garrafas, pode pintar copos também! 
Mas as ideias que eu trago são apenas inspirações e você pode - e deve - adaptar conforme seu estilo e disponibilidade. Não importa a quantidade de garrafas ou o tipo de flor, o importante é não deixar de decorar a casa. Se tem flor no seu quintal, use as que você tem. Se acha o dourado muito chamativo, faça garrafas branquinhas e decore com galhos pintados com cola e glitter (faz uma sujeirinha mas fica lindo).
      
Se não tem garrafa, a gente resolve a situação. Cata um galho por aí (no quintal, no vizinho, na rua, na chuva, na fazenda ops, voltando ao foco: galho seco + tinta spray + pedrinhas (vale papel picado também) + desejos para o ano novo. Agora coloque tudo em uma bandeja ou um tabuleiro de cozinha (mas encapa com papel brilhante para ficar bem lindão) e olha que arranjo de mesa espetacular. Mais uma vez o spray fazendo maravilhas na decoração!
Seguindo nessa linha de usar o papel e destacar os desejos para o ano novo, que tal enfeitar a parede com energia boa. Pode fazer sobreposição de papéis diferentes ou então usar uma moldura de porta retrato e coloca tudo de melhor que você quer para 2018.
  
E para quem tem facilidade com dobradura, é só fazer uns leques com papel branco e dourado que você já vai ter uma parede linda para o reveillon, garantia de fotos incríveis e uma decoração do jeito que a gente gosta BBB (boa, bonita e barata).
Se quer passar a virada com muita luz, você pode elaborar uma decoração à luz de velas cheia de estilo. Um balde, velas, areia e fita colorida: assim você traz a energia da praia para seu reveillon. Se tiver latas de refrigerante elas podem virar decoração, só tome muito cuidado na hora de cortar a lata e use tinta spray ou papel para cobrir o rótulo.
      
Olha a decoração que eu fiz lá em casa. Improviso é prática! Quanto mais você exercita, mais desenvolve a capacidade de encontrar novos usos para velhos objetos. Já teve post no blog com esse tema, veja AQUI.

Usei taças de sobremesa com sal grosso, conchas e pedrinhas de aquário, fitinhas coloridas pela mesa e amarradas nos pés das taças de champagne. Olhe em volta, veja o que você tem em casa. Pesquise ideias na internet, como: "decoração de reveillon com material reciclado", por exemplo.
Mais algumas ideias para te inspirar:

- Taças, velas pequenas e confeito prateado - isso é tão ruim de comer que só serve de enfeite mesmo, mas concorda que fica lindo na decoração?!
- Colocar os numerais do ano novo nas garrafas para já criar o clima da contagem regressiva;
- Colar balões na parede;
- Colocar o novo ano na garrafa com isopor purpurinado;
    
 
São muitas opções de decoração. Use e abuse de papel picado, embalagens descartáveis, tinta spray, areia, pedras, velas, tecidos coloridos, balões!!! 

Reveillon é alegria, é ganhar de presente um livro em branco para poder escrever histórias das mais variadas e com personagens que talvez nem fomos apresentados ainda! Reveillon é renovação de energia, é perspectiva de futuro, é empolgação e curiosidade. Se inspire nisso, saia da mesmice e vista sua casa com toda essa energia boa. Agora coloca a mão na massa e bom reveillon para você. Até mais!
terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Um livro pra te fazer pensar: O manuscrito encontrado em Accra

Sou adepta da expressão "quem lê muito, fala bem e escreve melhor" e acho que não importa muito o tipo de texto: não é apenas a leitura acadêmica que pode enriquecer a pessoa de conteúdo; todo texto tem sua utilidade. Pode ser até um outdoor ou uma bula de remédio, a leitura SEMPRE enriquece.

Se algo que você leu te fez refletir sobre algum assunto, te fez questionar sua própria opinião, já está no lucro; se você leu e aprendeu uma palavra nova ou descobriu como escrevê-la corretamente, também já teve um ganho.

E se aqui é o momento em que você diz "eu não gosto de ler", é porque você não leu nada sobre um assunto que realmente te interessa. Todo mundo tem um assunto que gosta: futebol, religião, filmes, maquiagem, viagens, automobilismo, artesanato, receitas ou até fofoca dos famosos; alguma coisa deve despertar seu interesse e é por aí que você começa a gostar de leitura.

Tenho minhas metas de leitura anual (se quiser conhecer minha lista, ta no SKOOB e aceito livros de presente hehehe - todos da categoria "desejados" eu tô aceitando), mas a fila sempre é maior do que minha capacidade (e tempo) de leitura. Mesmo assim, esse ano consegui cumprir um pouco da minha lista e hoje trago uma dica de leitura rápida para quem está sem tempo ou montado na preguiça.

Pretendo fazer uma série de post's como esse e vou começar por um livro curto, que não vai tomar muito do seu tempo, mas que tem uma mensagem muito bacana!

O MANUSCRITO ENCONTRADO EM ACCRA

Existem um grande número de pessoas resistentes à literatura de Paulo Coelho, mas esqueça tudo que você já ouviu falar e dê uma chance à esse livro. Embora tenha uma história, ela é desenvolvida somente no primeiro capítulo e os demais são praticamente independentes, permitindo a leitura esporádica dos trechos sem perder a essência do texto. Ele aborda, de forma maravilhosa temas como solidão, beleza, amor, morte, trabalho... Assuntos aparentemente simples, mas com profunda análise de sentimento, juízo de valor e sinceridade.

FICHA TÉCNICA: 176 páginas, Editora Sextante, preço médio R$ 15,90 (lojas virtuais)

CURIOSIDADE: O livro é uma adaptação com base na realidade. Em 1945 foram encontrados pergaminhos na região do Egito. Eles tratam assuntos diversos e sua autenticidade foi comprovada (região e época dos escritos). Com base nesse registro histórico, Paulo Coelho fez essa belíssima adaptação.

CONTEXTO: 14 de julho de 1099, Jerusalém se preparava para a invasão dos Cruzados. A cidade estava à beira do extermínio. Um grego, convocou reunião em praça pública e a multidão se reuniu supondo que haveria instruções sobre um combate para defender a cidade e os moradores. Mas o que ocorreu na verdade foi bem diferente: o grego Copta pressentindo o fim iminente, convida todos para refletir sobre sentimentos, valores e característica do povo. Ele desejava gerar registros para que a história daquela gente não desaparece no massacre que estava por vir, mas que se perpetuasse através dos tempos por meio dos registros históricos gerados nesse encontro. Os moradores começam a sugerir temas diversos e enquanto Copta responde, escribas anotavam os conceitos e foi dessa forma que todo o conhecimento chegou aos dias atuais.

TRECHO DO LIVRO:

 "Há dois tipos de trabalho.
   O primeiro é aquele feito apenas por obrigação e para ganhar o pão de cada dia. Neste caso, as pessoas estão apenas vendendo seu tempo, sem entender que jamais poderão comprá-lo de volta. 
   Passam a existência inteira sonhando com o dia que poderão finalmente descansar. Quando esse dia chega, já estão velhos demais para desfrutar tudo o que a vida pode oferecer.
    Essas pessoas jamais assumem a responsabilidade por seus atos. Dizem: "não tenho escolha."
   Mas há o segundo tipo de trabalho.
  Aquele que as pessoas também aceitam para ganhar o pão de cada dia, mas no qual procuram preencher cada minuto com dedicação e amor aos demais.
  A esse segundo trabalho chamamos Oferenda. Porque podemos ter duas pessoas cozinhando a mesma comida e usando exatamente os mesmos ingredientes; mas uma delas colocou Amor no que fazia, enquanto a outra procurava apenas alimentar-se. O resultado será completamente diferente, embora o amor não possa ser visto nem colocado em uma balança."

Gostou da dica? Quer ver mais posts sobre leitura? Me conta nos comentários... Este é um dos meus favoritos e espero realmente que você leia este livro, vale muito a pena.
quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Comidas com a "cara" do Natal

Natal é a época mais mágica do ano. Difícil não se encantar com as decorações nas praças, lojas e  prédios históricos. As luzes e a magia do Natal conseguem mexer com nosso coração.

E como Natal sempre vem acompanhado de boa comida, que tal levar toda essa festa para a mesa em forma de decoração?

Uma refeição bem apresentada já aguça os sentidos, desperta o apetite e aquece o coração. Quem não gosta de se servir de uma comida bonita e bem montada? Por isso separei algumas ideias bem simples, mas que podem render muitos elogios!

Uma das ideias mais fáceis é montar uma tábua de frios com queijos, tomatinho, azeitonas e dar o formato de árvore ou de guirlanda. Fica muito charmoso e praticamente não dá trabalho.

 
E sabe aquelas "árvores" enfeitadas com frutas que a gente fica encucado para saber como são montadas? Olha o segredo revelado aqui... Corte a base da maçã, faça um buraco redondo na outra extremidade para encaixar uma cenoura, espete vários palitos e depois distribua as frutas de sua preferência. Mais fácil do que imaginou,  né?!


Abaixo, mais duas ideias muito fáceis, para não ter desculpa. Massa de pizza com cobertura. Na receita original eu encontrei o recheio de dois tipos: guacamole com pimentão vermelho ou queijo cottage com cheiro verde. Você pode criar sua própria versão, usando por exemplo patê de ervas com tomatinho picado...

A segunda ideia requer um pouco mais de trabalho, mas também fica muito linda: fabricar pequenos gorros com TNT branco e vermelho, com cola de tecido e usar para cobrir as colherzinhas de sobremesa da mousse ou de uma gelatina, por exemplo!


Até aqui, super fácil!!! E se você já animou a fazer algumas delas, olha as outras que eu reuni para deixar seu Natal ainda mais inesquecível.

Imagina seus convidados chegando para a ceia e se deparando com uma coisa linda dessas. Ou se você vai cear na casa de alguém, que tal levar um desses petiscos como forma de contribuir e alegrar a festa...


A imagens são bem auto explicativas, mas para não restar dúvidas das sugestões acima, segue uma explicação básica:

1 - Salada preparada com: azeitonas verde recheadas, pimentão, cenoura em tiras, pepino, tomate cereja verde e amarelo, azeitonas pretas e o que mais a sua imaginação desejar. Use os ingredientes de sua preferência, pois o toque especial é o formato de árvore de Natal.

2 - Espetinhos de salsicha em formato de bota do papai noel. É só cortar as salsichas em diagonal e enfeitar com um patêzinho de ervas ou com maionese na beiradinha.

3 - Sobremesa de morango com chantilly. Basta cortar os morangos, colocar o chantilly e fazer os olhos com granulado, por exemplo.

4 - Para a criançada: espetinho papai noel (mais fácil impossível). Uva, banana, morango e marshmallow.

5 - Árvore de morango: é só cortar a base do morango para ele ficar em pé. Preparar um brigadeiro branco, tingir com corante comestível e salpicar granulado branco ou coco ralado.

6 - Banana maluca de natal: meia banana, marshmallow e morango (faça os olhos passando brigadeiro com ajuda de um palito de dente).

7 - Bolo de Natal: prepare um bolo de chocolate, corte em formato de árvore e decore com glacê  verde ou marshmallow e coloque confeitos e granulado.

Então gostaram das ideias? Tem alguma tradição nas comidas de Natal na sua casa? Conta pra gente nos comentários!
domingo, 10 de dezembro de 2017

Dica de passeio: Feira Nacional de Artesanato

Uma explosão de cores, sabores, aromas, cultura e artesanato: junte tudo e você tem a FNA - Feira Nacional de Artesanato, que acontece anualmente no Expominas, sempre no mês de dezembro.

Recheada de coisa boa, para todos os gostos e estilos. Nesse espaço, com mais de cinco mil expositores (você não leu errado, CINCO MIL mesmo), encontramos desde bijuterias a móveis rústicos, decoração ou presentes, doces maravilhosos, espaço com artigos indígenas, esculturas, apresentações folclóricas, oficinas e muito mais.
Sou apaixonada por essa feira e mal saio de uma edição, já fico ansiosa pela próxima, mas chega de conversa, porque para entender um pouco do que acontece, só mostrando mesmo. Agora você confere comigo como foi um dia de feira (ano 2017):
O evento é super bem organizado e distribuído. São áreas distintas, sendo: palco para apresentações, várias áreas para lanches e refeições, área indígena, espaço Meu primeiro evento (que possibilita a incursão de artesãos ou associações mineiras que nunca tiveram a chance de participar de uma feira de grande porte), Espaço Reciclados (exclusivo para produtos com base na reutilização de matéria prima e resíduos) e o grande pavilhão que possui corredores identificados pelas letras do alfabeto, totalizando, portanto 26 corredores, só nesse pavilhão.
Em 2017, os estados ganharam um espaço especial no grande pavilhão com áreas específicas para o artesanato típico de cada lugar. Embora um dos diferenciais da feira seja exatamente a diversidade, esse destaque criou um clima especial para realçar ainda mais as características e a personalidade dos estados.
Além das barracas e food trucks, vários expositores vendem doces, queijos, licores, biscoitos e diversos tipos de comida. E sabe de uma coisa? Comprei várias dessas coisas e só agora me dei conta de que não tirei foto de nenhum stande de alimento, só de artesanato... Gente, as lombriguinhas não me deixaram concentrar direito, mas prometo que ano que vem, a cobertura vai ficar mais completa. Enquanto esse dia não chega, você fica com as imagens de hoje e um pouco do que rolou por lá!
Outro detalhe: de distância em distância tem bancos, puff's e banquetas para descansar entre uma compra e outra, embora o mais comum é ver maridos cansados cheios de sacolas, hahahahaha!!!!

Se você gostou do que viu aqui, que tal programar um passeio em Belo Horizonte?! Relembrando que a feira está no Expominas e, embora não tenha como garantir ingressos de cortesia, geralmente na portaria sempre tem disponibilidade. 
Mais informações no site do evento: http://www.feiranacionaldeartesanato.com.br/

Atualizações do Instagram

Topo